Slack%20message%20with%20team%20communic
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

GOSTOU DO QUE LEU?

Receba conteúdos exclusivos e cancele quando quiser!

Aspectos financeiros e econômicos de um viveiro florestal

Atualizado: Jul 24





Nos nossos dois últimos posts “Você sabe onde são produzidas as mudas arbóreas?“ e “Tudo o que você tem que saber antes de começar seu viveiro de mudas“ você já aprendeu o que é um viveiro, sua importância e algumas dicas de planejamento.


Agora vamos falar um pouquinho sobre os aspectos econômicos e financeiros que envolvem um viveiro de mudas florestais.


Investimento


O primeiro aspecto é o investimento, o valor a ser investido para iniciar a comercialização e produção de mudas dependerá do tipo de segmento que for escolhido para o seu viveiro.


Esse investimento varia de acordo com o tipo e espécies de plantas, pois cada um necessita tanto de uma infraestrutura quanto de materiais de produção (insumos e mão de obra) específicos. Espécies mais exigentes ou difíceis de produzir necessitam de um investimento maior e seu valor final de venda também será maior.


Custos


Depois de saber quanto precisará ser investido é importante prever todos os gastos que o viveiro terá durante o ano todo, tanto para a implantação quanto para a operação do mesmo. Esses gastos são chamados de custos, e são divididos em fixos e variáveis.


Os custos fixos (CF) são aqueles que permanecem durante todo o ano, mesmo se o viveiro não estiver em produção. Alguns exemplos de CF são: o valor da terra, a construção e manutenção da infraestrutura, valor de máquinas e equipamentos, pagamento de mão de obra, conta de água e luz, etc.


Já os custos variáveis (CV) são aquelas despesas indiretas e que não são possíveis prever, como por exemplo manutenção de equipamentos, aquisição extras de materiais e insumos, etc.


Preço


Por último, um aspecto muito importante a ser elaborado é o preço ou valor final de venda das mudas. Para isso deve ser considerado todos os custos previstos para a produção e além disso garantir uma margem de lucro suficiente para manter a atividade do viveiro. Geralmente para a produção de preços é utilizada uma fórmula bem simples: Preço= Custos Fixos + Custos Variáveis + Lucro.


Vale ressaltar que todos os aspectos devem ser moldados a cada tipo de produção e realidade do mercado que se encontram.


Se você se interessou pelo assunto ou precisa de ajuda no dimensionamento ou de uma consultoria no seu viveiro entre em contato conosco através do nosso site ou das nossas redes sociais e veja como a Ecoflorestal Jr pode te ajudar!


52 visualizações

TELEFONE: (15) 99119-1271

© 2020 | Ecoflorestal Jr. Empresa de Consultoria Florestal