Slack%20message%20with%20team%20communic
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

GOSTOU DO QUE LEU?

Receba conteúdos exclusivos e cancele quando quiser!

Conheça os tipos e usos do solo e como aumentar a produtividade através da análise de solos


Os solos têm um papel fundamental na vida humana. Sendo por vezes, a forma de sustento de algumas pessoas, e além disso, local de moradia de diversos seres na Terra.


Além disso, os solos são o principal fornecedor de nutrientes e água para grande parte da vida vegetal na Terra.

O solo é tão importante para a sobrevivência no planeta terra quanto a água e o oxigênio.


Porém, ele é um recurso natural não renovável. Sem o devido cuidado e estudo no uso do solo, algumas partes do planeta já sofrem com a falta de água e desertificação.


Por isso é muito importante conhecer os tipos de solo para poder manejar a área e, assim, atender as especificidades de cada um.


O que é solo?


A definição de solo de acordo com a ABNT (NBR 6502) é: “Material proveniente da decomposição das rochas pela ação de agentes físicos ou químicos, podendo ou não ter matéria orgânica”.


Porém, essa palavra apresenta diferentes conceitos e significados de acordo com a sua finalidade.

Para a agricultura, é a camada de terra tratável, geralmente de poucos metros de espessura, que suporta as raízes das plantas.


Na geologia, solo é definido como um produto do intemperismo físico e químico das rochas, situado na parte superficial do manto de intemperismo. Constitui-se de material rochoso decomposto.


Dentro da engenharia civil, é considerado solo todo o material da crosta terrestre que não oferecesse resistência intransponível à escavação mecânica e que perdesse totalmente toda resistência, quando em contato prolongado com a água.


Portanto, podemos definir solo como: um corpo natural da superfície terrestre, que tem propriedades devido aos efeitos integrados do clima e dos organismos vivos (plantas e animais), sobre o material de origem (rocha), condicionado pelo relevo durante um período de tempo.


Perfil de um solo


Ao cortar a estrutura de um solo, é possível observar que eles são divididos em camadas, ou horizontes. O conjunto de horizontes é chamado de perfil.


Cada camada possui características próprias, porém de acordo com a profundidade do solo elas pode compartilhar as mesmas características.


camadas do solo:


  • Horizonte O – parte em que existe a decomposição de material orgânico de origem animal e vegetal, ou seja, é a camada orgânica do solo.

  • Horizonte A – é chamado de solo humífero por conter grande quantidade de material orgânico decomposto. Além disso, há presença de minerais advindos da rocha mãe. Por conta disso, é denominado horizonte mineralógico.

  • Horizonte B – é composto por minerais, além de ser formado pelo acúmulo de argila, oxi-hidróxicos de ferro e alumínio.

  • Horizonte C – é chamado de saprolito e corresponde a zona de transição que existe entre o solo e a rocha mãe. Sua formação é composta for grandes sedimentos advindos da decomposição da rocha.

  • Rocha-mãe – parte em que ocorre a desagregação e decomposição, dando origem ao solo. O processo ocorre por meio do intemperismo – conjunto de processos mecânicos, químicos e biológicos.





Classificação dos solos


A classificação de um solo é obtida a partir da avaliação dos dados morfológicos, físicos, químicos e mineralógicos do perfil que o representam.


Os principais tipos de solos presentes no Brasil são:


  • Argissolos – possui coloração cinza, vermelha ou amarela, sendo a tonalidade avermelhada e amarelada as mais comuns. Possui grande quantidade de argila nas camadas subsuperficiais.

  • Cambissolos – são solos em fase inicial de desenvolvimento que não apresentam muita diferenciação em relação às camadas. No Brasil, cerca de 25% do território é formado por esse tipo de solo.

  • Latossolos – representam cerca de 39% do solo brasileiro e são encontrados em quase todo o país. Além disso, a cor pode variar entre vermelho e amarelo, sendo formados por argila.

  • Neossolos – Constituídos por material mineral ou por material orgânico. Ocorrem aproximadamente em 15% do território brasileiro, além disso, são considerados solos jovens.


Relação do solo e produtividade


O uso do solo se refere a forma de utilização do solo, ou seja, como ele está sendo aproveitado. Alguns exemplos de usos de solo são: área urbana, florestas (plantadas ou nativas), agropecuário, etc.


Atualmente o Brasil tem avançado cada vez mais na área de produção agrícola, e com isso vem a necessidade de estudar a sustentabilidade e a produtividade para a agricultura.


Para isso, é preciso saber o que o solo pode oferecer e quais são suas principais deficiências. Ou seja, é essencial saber qual é a fertilidade e o estado nutricional do solo.


A técnica utilizada para avaliar essas características do solo é chamada de Análise de solos.


Existem 3 tipos principais de análises de solo: análise química completa, análise química básica e análise física


Por que fazer uma análise de solos?


A análise de solo é o único método em que você poderá identificar, antes do plantio, a capacidade que o seu solo tem de fornecer os nutrientes que são necessários para as plantas.


Além disso, ela é a maneira mais simples, eficaz e econômica de saber sobre a fertilidade da terra e assim ter uma base para saber as quantidades necessárias de corretivos e fertilizantes para aumentar a produtividade das culturas e, assim, obter o melhor retorno sobre os investimentos e o aumento do lucro.


Também, a análise dos solos pode ajudar a proteger o meio ambiente, pois ela ajuda a saber qual a adubação correta para aquele solo reduzindo assim a aplicação em excesso de fertilizantes e produtos químicos, além de identificar solos contaminados


Qual profissional contratar para realizar a análise de solos?


Para obter uma boa análise de solos é importante contratar profissionais capazes de realizar esse serviço e que possuem conhecimento técnico sobre a área. Alguns deles são: técnico agrícola, engenheiro agrônomo e engenheiro florestal.


Nós da Ecoflorestal Jr, oferecemos esse serviço e possuímos o conhecimento necessário para realizá-lo. Além disso, contamos com a ajuda de professores doutores nessas áreas a fim de entregar o melhor trabalho possível.


Gostou da matéria? Quer saber mais sobre o assunto ou contratar algum de nossos serviços? Entre em contato conosco atráves do nosso sites ou nossas redes sociais!


24 visualizações0 comentário

TELEFONE: (15) 99119-1271

© 2020 | Ecoflorestal Jr. Empresa de Consultoria Florestal