Slack%20message%20with%20team%20communic
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

GOSTOU DO QUE LEU?

Receba conteúdos exclusivos e cancele quando quiser!

Entenda como a pandemia tem mudado o mercado de celulose

Muitos desafios foram enfrentados durante a pandemia da Covid-19, alguns segmentos de comércio e serviços sofreram efeitos irremediáveis, porém o mercado de papel e celulose pode resistir a este cenário. Quer saber mais? Leia abaixo!



As projeções de crescimento da economia, principalmente na América Latina não são positivas, a previsão de queda do PIB é de 4%, e a maior economia do bloco, o Brasil, deverá sofrer com uma queda acentuada, entre 6% e 10%, ainda neste ano.

A pandemia promoveu uma mudança de cenário em nível global, com impactos estruturais e possivelmente permanentes. Com isso, uma nova tendência surgiu, o trabalho remoto que já é uma realidade, além disso, a digitalização de documentos faz com que a impressão já não seja mais necessária.

De certa forma todas essas tendências afetam o setor de alguma maneira, reduzindo a demanda no consumo de papel. No Brasil, o mercado de celulose deve superar os 20 milhões de toneladas neste ano. E os investimentos preveem uma maior produção com o objetivo de atacar o mercado externo, principalmente a China, principal comprador de celulose nacional, cujas importações continuarão a crescer.


Demanda de celulose


No setor, os efeitos encontrados já vêm se refletindo há tempos, um exemplo disso, é a demanda por papel de imprimir e escrever, que vêm tendo queda significativa desde meados de 2018. Isso consequentemente reduziu a oferta de aparas brancas para o mercado.

Por outro lado, alguns setores foram impactados positivamente através do aumento da demanda, como o setor de produtos de higiene pessoal e o setor de embalagens para itens considerados essenciais, incluindo embalagens para alimentos e bebidas, produtos farmacêuticos, higiene e limpeza.


Cenário positivo para o papel tissue


Os papéis tissue são papéis utilizados para a fabricação de papéis higiênicos, fraldas descartáveis, toalhas de cozinha etc e são caracterizados por possuir baixa gramatura. O aumento de sua demanda se deu a partir da declaração por parte da Organização Mundial da Saúde (OMS) como pandemia global, fazendo com que consumidores brasileiros começassem a estocar produtos considerados essenciais.

Com isso, muitas prateleiras de supermercados se encontravam vazias com a falta desses produtos, mas rapidamente a situação foi controlada, pois existe uma capacidade instalada para o processamento do mesmo.

Sendo assim, o setor deve crescer em 2020 cerca de 1,2% em comparação ao ano de 2019.


Cenário positivo para o setor de embalagens consideradas essenciais


Com novos hábitos de higiene sendo instaurados na população, o setor de embalagens sofreu um aumento gradual das vendas para itens considerados essenciais, incluindo embalagens para alimentos e bebidas, produtos farmacêuticos, higiene e limpeza.

Entretanto, os itens considerados não essenciais, como vestuário, obtiveram uma queda de 70% na demanda segundo os dados da AFRY.


Setor de papelão corrugado deve-se manter aquecido


O papelão corrugado nada mais é do que o papelão ondulado. Suas vendas encontravam-se em crescimento desde o 2º semestre do ano passado e apesar de ter tido algumas quedas, o mercado deve-se manter aquecido até o final de 2020, muito disso se deve a substituição do comércio varejista pelo e-commerce que impulsionou as

vendas.


A oferta no setor de aparas deve diminuir no curto prazo


Apesar de o consumo de papel ter diminuído nos últimos anos, o mercado de aparas têm vivido anos gloriosos desde 2011 a 2019, tendo ultrapassado 5 milhões de toneladas só no ano passado. Porém, a demanda total deve ser menor nos próximos dois anos, isso porque sua disponibilidade caiu drasticamente em função da


infraestrutura da coleta, pois em março muitos escritórios, redes de comércio e indústrias pararam suas atividades, além disso, outros tipos de serviços tiveram pausas continuadas como shoppings, lojas de ruas etc.


Desta maneira, muitas variáveis devem ser consideradas quando se trata do mercado de papel e celulose, pois são elas que irão ditar o comportamento das vendas nos próximos anos e isso varia de acordo com o segmento.

Somente caberá ao próprio mercado de consumo definir quais são as tendências que influenciarão diretamente o desempenho desses mercados.

29 visualizações

TELEFONE: (15) 99119-1271

© 2020 | Ecoflorestal Jr. Empresa de Consultoria Florestal