Slack%20message%20with%20team%20communic
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

GOSTOU DO QUE LEU?

Receba conteúdos exclusivos e cancele quando quiser!

O que é tecnologia da madeira e usos da madeira

Como sabemos a madeira é um material heterogêneo e muito variável, suas propriedades podem variar dentro e entre espécies, além de variar dentro da própria árvore nos sentidos de corte radial e longitudinal do tronco, mas qual a importância de sua tecnologia?

Tecnologia da madeira é a ciência que se ocupa em estudar as propriedades da madeira com a finalidade de prever o seu comportamento frente às mais diversas solicitações e indicá-la de forma adequada a um uso ou conjunto de usos. Algumas destas propriedades são:


Física: umidade, retratibilidade e densidade básica.

Mecânicas: compressão, tração, flexão e cisalhamento.

Química: teor de celulose, hemiceluloses, lignina, extrativos e cinzas.

Elétrica: condutividade, constante dielétrica.

Anatômica: macroscópica (cor, desenho, odor...) microscópica (fibras, parênquima e vasos)

Térmica: condutividade térmica, calor específico, transmissão térmica, coeficiente de expansão térmica.


A utilização intensiva da madeira como matéria-prima para fins industriais ou construtivos só pode ocorrer a partir do conhecimento adequado de suas propriedades, desta forma o principal objetivo da tecnologia da madeira é fornecer conhecimento das principais propriedades da madeira e permitir que relacionem estas propriedades com os usos comercialmente importantes.


A madeira atualmente tem seu uso diversificado, como citado anteriormente a sua heterogeneidade pode também proporcionar algumas vantagens como facilidade e versatilidade para fazer ligações e emendas de peças, apresenta boas características isolantes que pode influenciar na climatização do local e durabilidade, pois dependendo do corte realizado na madeira ela pode proporcionar alta durabilidade e resistência mecânica. Alguns destes usos são os carvões que são utilizados para a produção de energia em caldeiras, painéis que têm como destino a indústria moveleira e construção civil (piso laminado), utilização da resina para produção de produtos de limpeza e na indústria de papel e celulose.


Diferentes usos da madeira:


Carvão

Para a produção de carvão ainda é bastante utilizado madeiras nativas porém o eucalipto vem ganhando mercado com o passar dos anos, pois ele se adequa muito bem aos requisitos físico-químicos da madeira para produção energética, seja ela para fins industriais ou para fins domésticos.

Industrialmente, o carvão vegetal é o mais importante combustível e redutor do minério de ferro, em operações siderúrgicas e metalúrgicas. E domesticamente é bastante utilizado em churrasqueiras e fornos a lenha.


Painéis de madeira

Os painéis são estruturas fabricados a partir da laminação da madeira ou em algum estado de reconstituição de suas fibras, os painéis de madeira vem ganhando mercado devido ser uma fonte alternativa de substituir a escassa e encarecida madeira maciça, como na fabricação de móveis, portas, pisos e rodapés.

Os principais e mais utilizado tipos de painéis de madeira reconstituída são o medium density fiberboard (MDF) e medium density particleboard (MDP), porém ainda temos outros dois tipos que apresentam maior densidade que são o high density fiberboard (HDF), o super density fiberboard (SDF) e as chapas de fibra.


Papel e celulose

A principal matéria-prima para a produção de papel e celulose é provinda da madeira, mais precisamente na forma de cavacos, que são cozidos a 150°C e transformados em polpa, que após mais alguns processos futuramente geram as folhas de papéis utilizadas de diversas formas.

Atualmente o Brasil é o segundo maior produtor de celulose de fibras curtas no mundo, que também são utilizadas para produzir etanol celulósico, texturizadores e emulsificantes, fibras sintéticas (indústria têxtil) e produtos de higiene pessoal como lenços de papel, fraldas, absorventes, batons e entre outros.


Resina

O Breu e Terebintina são gomas de resinas extraídas da madeira, mais precisamente do gênero pinus e para realizar a extração não é necessário o abatimento da árvore, o processo é feito em árvores vivas.

O Breu é um sólido transparente de cor amarela, produzido a partir de secreções resinosas do pinho e é utilizado para produzir esmaltes, goma de mascar, ceras, expectorantes, adesivos, sabões, colas e isolantes elétricos. A Terebintina é um líquido transparente com odor característico e gosto amargo e seu uso é mais para a produção de vernizes, tintas, corantes, ceras, fixadores de perfume, desinfetantes, cânfora, graxas sintéticas, vedantes e sabões.


13 visualizações0 comentário

TELEFONE: (15) 99119-1271

© 2020 | Ecoflorestal Jr. Empresa de Consultoria Florestal