Slack%20message%20with%20team%20communic
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

GOSTOU DO QUE LEU?

Receba conteúdos exclusivos e cancele quando quiser!

O que é o levantamento fitossociológico e o que ele analisa?

Você conhece o levantamento to fitossociológico? E as diferenças do levantamento fitossociológico e do inventário florestal? Nesse post iremos exemplificar melhor essa diferença e explicar sobre a sua importância!

O levantamento fitossociológico tem como objetivo conhecer as comunidades vegetais do ponto de vista florístico, estrutural, seu funcionamento, sua dinâmica e distribuição.


No que o Levantamento Fitossociológico difere do Inventário Florestal?


O inventário florestal é caracterizado pela sua representatividade amostral e sua validade estatística. Isto é, tem é uma avaliação quantitativa.

Já o Levantamento têm o objetivo de listar as plantas que fazem parte da comunidade vegetal existente em uma área. Desse modo, os critérios de coleta de dados variam de acordo com a lei ou com requisitos do órgão ambiental competente.


Parâmetros Fitossociológicos


A caracterização fitossociológica de uma floresta é auxiliada pela avaliação de diversos parâmetros que caracterizam a estrutura horizontal e vertical da mesma, e também seu estado de regeneração.

Além de informações exclusivamente qualitativas, como a composição florística da comunidade, os parâmetros quantitativos assumem uma posição importante no estudo de um ecossistema florestal.

Conheça alguns parâmetros que são utilizados para fazer um levantamento fitossociológico:


Estrutura horizontal

Entende-se por estrutura horizontal a organização e distribuição espacial dos indivíduos na superfície do terreno. Alguns parâmetros que estão incluídos na análise dessa estrutura são:

Frequência: expressa o número de ocorrências de uma determinada espécie nas diferentes parcelas alocadas; pode ser frequência absoluta, quando obtida pela percentagem das parcelas em que a espécie ocorre, ou freqüência relativa, obtida pela soma total das freqüências absolutas, para cada espécie.

Densidade: é o número de indivíduos de cada espécie ou do conjunto de espécies que compõem uma comunidade vegetal por unidade de superfície, geralmente hectare.

Dominância: é um parâmetro que busca expressar a influência de cada espécie na comunidade, através de sua biomassa.

Valor de importância: consiste na soma dos valores relativos da densidade, da dominância e da freqüência.

Valor de cobertura: Este parâmetro é o somatório dos parâmetros relativos de densidade e dominância das espécies amostradas, informando a importância ecológica da espécie em termos de distribuição horizontal, baseando-se, contudo, apenas na densidade e na dominância.


Estrutura Vertical


Análise da estrutura vertical nos dá uma ideia da importância da espécie considerando a sua participação nos estratos verticais que o povoamento apresenta. O parâmetro que faz parte da estrutura vertical da vegetação é a posição sociológica.

Posição Sociológica: diz respeito à posição que as diferentes espécies ocupam nos diferentes estratos que a floresta apresenta, podem ser divididos em: espécies dominantes, intermediárias e dominadas. Aquelas espécies que possuírem um maior número de indivíduos representantes em cada um desses estratos certamente apresentarão uma maior importância ecológica no povoamento em estudo.


Regeneração Natural


Consiste no levantamento dos descendentes das plantas arbóreas, envolvendo geralmente as plantas entre 10 cm de altura até o limite de diâmetro estabelecido arbitrariamente no levantamento estrutural.


Todos esses parâmetros e informações coletadas sobre a vegetação durante um levantamento fitossociológico é passado para uma planilha e após serem feitos os cálculos e expressões para cada parâmetro avaliado é possível entender o funcionamento, a dinâmica e a distribuição da vegetação do local estudado, auxiliando assim, no manejo, recuperação e/ou conservação dos ecossistemas.


43 visualizações

© 2020 | Ecoflorestal Jr. Empresa de Consultoria Florestal